domingo, 31 de outubro de 2010

Inútil a gente somos Inútil

Estou de cabeça quente. Então, a melhor forma de mostrar o meu sentimento de decepção em relação à decisão dos brasileiros em continuar com esse governo corrupto, é com vídeos. Vejam.

"Inútil a gente somos Inútil"



Textos de Cleide Canton e Rui Barbosa

Mensagem de Carlos Vereza


Por Carlos Vereza

Último debate. Prestei mais atenção na linguagem corporal dos dois candidatos, porque a biografia de Serra é transparente, a de Dilma, é de servir de biombo para o terceiro mandato de Lula.Entendo, que um dependente da bolsa-esmola, vote na Dilma. O que é dificil de compreender, são artistas e intelectuais,com um certo discernimento, apoiarem uma pessoa sem nenhuma graduação, a não ser os cargos ocupados por indicações politicas, e ter desmantelado as finanças, quando exercia a função de secretária da fazenda da prefeitura de Porto Alegre, e ter mentido sobre o seu curriculum,na apresentação de sua, digamos, estória...

Voltando à linguagem corporal: Serra, tranquilo, expondo suas idéias com clareza, relax, e Dilma, compacta, não respondendo às perguntas e circulando acintosamente, pelas costas de Serra, enquanto o candidato respondia às perguntas dos indecisos.

Repugnante, que, menos de 10 minutos após o término do debate, o Datafolha, já divulgava uma "pesquisa" dando uma vantagem de 10 pontos a favor de Dilma...

Sobre a minha postura, enquanto espirita, e me posicionando politicamente: praticar a caridade, não é apenas para com o próximo, mas também para com o meu país, quando ele está em vias de tornar-seuma ditadura sindico-pelego-comunista, comandada por "lideres", mancomunados com os piores ditadores do planeta.

Ser espirita, não significa viver em uma redoma, como os essênios, que viviam fora das "tentações" do mundo...Inútil, petralhas, por aí, vocês não me pegam, sobretudo porque tenho autorização das minhas Entidades, que avisam, através de comunicações e vidências, sobre as nuvens negras sobre o Palácio do Planalto.

Concluo, rogando à São Ismael, protetor do Brasil, que possa iluminar as mentes de todos os brasileiros que escolherão nas urnas, o ser que governará o Brasil pelos próximos 4 anos!

ESTAMOS JUNTOS!

sábado, 30 de outubro de 2010

El Genio Abreu

Depois de tudo que o El loco Abreu vem mostrado nos últimos jogos pelo Botafogo, eu não o chamarei mais de “ El Loco”, e sim, de "El Genio" Abreu. É o adjetivo mais adequado para o jogador uruguaio.

Por que ele deve se chamar “El Genio Abreu” ? Primeiro, é porque ele joga no Botafogo. Segundo, é porque ele vem decidindo vários jogos importantes para o Glorioso na reta final do campeonato brasileiro. Nos dois gols de hoje que deram a vitória ao Botafogo, contra o Atlético Mineiro na 32ª rodada, o El Genio Abreu participou de todas elas. Colocando o time de General Severiano em quarto lugar na tabela de classificação.

Então, vocês já sabem né? Tirem o “Loco” , e coloquem “Genio”. É a realidade !

Liam & Beady Eye

Enquanto Noel Gallagher curte o seu tempo de “folga” com a sua família, o irmão Liam Gallagher, ex-vocalista do Oasis, já está nos últimos ajustes de seu primeiro álbum com o grupo Beady Eye; grupo que ele mesmo montou após o fim do Oasis.

O renomado engenheiro de som, John Davis, está finalizando a masterização do novo CD de Liam Gallagher. Provavelmente, o primeiro álbum da Banda Beady Eye estará disponível a partir do primeiro trimestre de 2011. Portanto, não falta muito para que nós possamos redescobrir o talento de Liam como compositor.

É isso aí! Ano que vem, teremos uma ótima oportunidade para ver um dos maiores ídolos do rock alternativo em ação, com uma nova roupagem!

Veja uma das mais belas composições de Liam Gallagher, quando ainda era membro do grupo Oasis.



Fonte

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Subversão Petista



Entenda, através desse vídeo, como a petralhada vagabunda influencia diretamente na opinião pública. Não é à toa que o PT está no poder desde 2002. Muito antes de chegar à presidência, os ideais petistas já estavam enraizados nas mentes de “nobres” intelectuais, nas redações, nos “movimentos sociais”, no empresariado, na classe estudantil, e etc. O PT aprendeu muito bem a usar a tática da Subversão Soviética para criar raízes profundas na sociedade. E, essa entrevista com Yuri Alexandrovich, ex-agente da KGB, é importante para que possamos perceber a importancia dos idiotas úteis, como Chico Buarque e Gilber Gil, por exemplo, no processo revolucionário dos petralhas vagabundos.

Veja o vídeo. Farei breves intervenções nos comentários de Yuri Alexandrovich.

A maioria dessas pessoas eram divididas em dois grupos: Os que seguiam a política soviética, estes seriam promovidos à posição de poder através da mídia e da manipulação da opinião pública .

Está aí o Franklin Martins que não nos deixa mentir. Ele aceitou seguir a cartilha soviética, e, de recompensa, ganhou um cargo importante no Governo Federal. Seu principal papel é o seguinte: Criar leis que para possam cercar o inimigo e, dar mais “liberdade” aos seus companheiros na imprensa brasileira. Melhor dizendo; manipular a opinião pública sem a intervenção do que eles chamam de “inimigos do povo”. Comum em países bolivarianos.

E aqueles que recusavam a influencia soviética em seus países, seriam difamados, ou, executados fisicamente..

Aquele que não aceita seguir a cartilha soviética gramscista do PT; ou é difamado – muitas das vezes injustamente -, ou é executado. Como vocês são espertos, logo lembraram de Celso Daniel e Toninho do PT, não é mesmo? Executados, provavelmente, por saberem demais e, por não quererem aceitar as ordens do partido.

Essa foi a minha instrução: “Tente entrar na mídia conservadora, estabelecida e, de grande circulação. Cineastras ricos, e podres de rico, intelectuais, os assim chamados, circulos acadêmicos.

Vocês viram? Esses idiotas úteis são importantes para dar mais credibilidade ao lindo Movimento Revolucionário socialista do PT. Esses idiotas úteis são, Chico Buarque, Abílio Diniz, Fábio Barreto, Gilberto Gil, Luis Nassif, Mônica Bergamo, Ricardo Noblat, entre outros. São vacas de presépio que se fazem de pastores a serviço dos petralhas vagabundos.

Pessoas cínicas e egocêntricas que, olhem nos seus olhos com expressão angelical e, que consigam mentir. Essas são as pessoas mais recrutáveis. Pessoas que não têm princípios morais, que são gananiosas demais, ou que atribuem um valor muito alto a si próprias.

Esse é o Lula! Um personagem criado pela turma do Zé Dirceu, pela Teologia da Libertação, pelos intelectuais da USP e, remodelado , em 2002, pelo Duda Mendonça. Uma pessoa narcisista, egocêntrica , cínica, mentirosa, que sabe manipular bem o público com aquele seu ar angelical. O Lula nada mais é , que um instrumento para que os marxistas bolivarianos entrem de vez no poder. E a Dilma é o começo de tudo.

O vídeo está aí para quem quiser ver. O PT , aos poucos, está se estabelecendo no poder, com a ajuda, principalmente, da tática de “subversão comunista”. A vitória da Dilma no dia 31 de outubro (toc,toc,toc), será a aceleração do Bolivarianismo ditatorial no Brasil. Vocês duvidam disso? Eu não.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Garrincha eterno !

Presto aqui, neste singelo blog, a minha homenagem ao melhor jogador de futebol que o mundo já viu: Mané Garrincha.

Hoje, 28 de outubro, caso estivesse vivo, Garrincha completaria 77 anos de vida. O eterno camisa 7 do Botafogo e da seleção brasileira.

O anjo das pernas tortas deixou um legado muito importante para o futebol mundial, por meio de seus dribles que, pareciam impossíveis de serem executados. Só alguém genial, como Garrincha, era capaz de executar tais dribles com precisão e objetividade.

Como bem escreveu o botafoguense Armando Nogueira: “ Para Garrincha, o espaço de um pequeno guardanapo, era um enorme latifúndio”. Essa frase vale mais do que milhões palavras. A genialidade de Garrincha, transcendia a lei da física.

Parabéns Garrincha! Você sempre estará  vivo no coração dos botafoguenses! O verdadeiro melhor do mundo!

Setença de Destruição

Escrito pelo Espírito Emmanuel e Psicografado por Chico Xavier

A civilização está em crime porque conheceu a sua setença de destruição. A guerra, no seu mecanismo industrial, econômico e político, é imprescindível e inevitável.

Comunismo e fascismo, nas suas oposições ideológicas, só poderão apressá-la.

Ainda há pouco tempo, um jovem europeu exclamava para um colega americano: "Ai de nós! se nos prepararmos pelo estudo para a luta de nossas próprias edificações! bem sabemos que o estado exigirá, amanhã, as nossas vidas. Temos de rir e beber para esquecer essas fatalidades irremediáveis".

Essa observação caracteriza, de fato, as calamidades morais da sociedade moderna.

A ausência de um apoio espiritual estabelece a vacilação moral das criaturas. O sentimento dos homens requer uma base religiosa, e a transformação de quase todos os valores religiosos do Velho Mundo, em forças de política transitória, deu causa às fundas inquietações contemporâneas. As criaturas vivem a sua tragédia de pessimismo e descrença, à sombra dos governos de experiências tão penosas às coletividades, e encaminham-se, com indiferença, para a subversão e para a desordem.

Coleção Emmanuel

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Dilma privatiza a Petrobras e diz que o patrimônio da estatal é "carne de pescoço"

Por Equipe Serra45

Serra45

Dilma Roussef perdeu o rebolado e fez ontem (Dia 25 de Outubro),  no debate da Record, a mais grave ofensa à história da Petrobras e à honra das gerações de trabalhadores que lá trabalham ou que por lá passaram.

Dilma tem dito mentirosamente que seu adversário José Serra quer "privatizar" o petróleo do pré-sal. No entanto, ao longo do governo Lula, como presidente do conselho de administração da Petrobras, ela entregou a exploração de petróleo para 108 empresas privadas, 53 delas estrangeiras. Ou seja, ela comandou uma das mais agressivas transferências do patrimônio de uma empresa petrolífera estatal para o setor privado. Confrontada com esse fato, ela descontrolou-se e desrespeitou os brasileiros.

Afirmou a candidata: "A diferença entre cê descobrir uma mina de ouro e descobrir uma minazinha, pequenininha. Então, o que que eu digo pra vocês, eu digo que eles estão querendo privatizar o filet mignon. A carne de pescoço era o que existia antes".

Com essa frase, Dilma confessou que privatizou, sim, o patrimônio da Petrobras - mas só a parte chamada por ela de "carne de pescoço". Trata-se de uma das mais reveladoras confissões dessa campanha. Em primeiro lugar, porque o petróleo é dos brasileiros, não importa de que profundidade venha.

Depois, porque, como Presidente do Conselho da Petrobras, Dilma comandou, sim, o leilão do Bloco 9 de exploração, que também inclui o petróleo do pré-sal.

REPASSEM ESSA INFORMAÇÕES URGÊNTE !!!!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Conversa entre amigos sobre política

Tive uma discussão bem agradável com os meus amigos Lauro Tentardini de Canos-RS, e Tiba de Campinas-SP sobre política. O principal tema, evidentemente, foi a eleição presidencial. Diversos assuntos foram discutidos nessa “Mesa Redonda” cheia de craques: Imprensa, corrupção, palpites para o segundo turno, situação política de alguns estados brasileiros, pesquisa eleitoral, mentiras proferidas pelos petralhas vagabundos, e etc.

Sentem-se a vontade e, ouçam os comentários dos melhores cientistas políticos de toda blogosfera brasileira. Agradeço a todos pela preferência!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Casa Civil na escuta

Por Felipe Patury

Holofote (Revista Veja)

O sistema de proteção da Amazônia (Sipam) reúne alguns dos equipamentos mais modernos de propriedade do governo federal. Em 2004, a Polícia Federal designou um de seus delegados para descrever o potencial desses aparelhos. O oficial descobriu que, desde 2003, o Sipam tinha um sistema de intercepção de celulares. Sem deixar rastros, ele permite ouvir ligações e fornece a localização geográfica da origem das chamadas. O delegado avisou várias vezes a Casa Civil, que controla o Sipam, de que o uso do equipamento é ilegal. Lembrou que as escutas devem ser autorizadas pela Justiça. Ainda sim, os aparelhos, instalados em Brasília, foram ativados na gestão do ex-ministro José Dirceu e permaneceram funcionando durante as administrações de Dilma Rousseff e Erenice Guerra. A atual, de Carlos Eduardo Esteves Lima, não desligou nada.

Veja, 27 de Outubro de 2010

domingo, 24 de outubro de 2010

Botafogo com reais chances de ir à Libertadores

Após uma seqüência de empates impressionante do Botafogo no campeonato brasileiro – Digno de Guinness Book -, finalmente uma vitória para reacender a chama da esperança dos botafoguenses.

O Botafogo deixou para trás o jejum de nove jogos sem ganhar, para enfim, voltar a ter chances de se classificar para a Libertadores de 2011. Com a vitória sobre o Vitória da Bahia, no placar de 1 a 0 ontem no Engenhão, o Glorioso passou, agora, a depender de suas próprias forças, no campeonato brasileiro, para garantir uma vaga na principal competição da América do Sul.Claro, desde que, nenhuma equipe brasileira ganhe a Copa Sul-Americana. Nesse caso, haveria somente três vagas para times brasileiros no campeonato nacional, o que dificultaria, e muito, a ida do Botafogo à Libertadores da América.

A rodada “Pelé 70 anos”, felizmente, foi muito generosa para o Glorioso. Os empates de Grêmio e Atlético-PR, e, as derrotas de São Paulo e Palmeiras, beneficiaram o Botafogo rumo ao “Projeto da Libertadores”. Se fizer o dever de casa, ou, obtiver uma seqüência de vitórias interessante nessa reta final; uma das vagas para a maior competição do continente sul-americano, com certeza, será nossa.

VIVA O GLORIOSO! O MAIOR DE TODOS!

sábado, 23 de outubro de 2010

The Economist recomenda voto em José Serra

Semanário britânico analisa quadro eleitoral brasileiro e conclui que o Brasil se beneficiaria da alternância no poder


A revista The Economist, uma das mais influentes do mundo, traz hoje uma reportagem em que analisa a campanha eleitoral brasileira. Depois de comparar características de Dilma Rousseff e José Serra, a revista conclui: “Depois de oito anos sob o comando do PT, o Brasil se beneficiaria de uma mudança no poder”.

Para The Economist, Serra seria um melhor presidente da República porque sua trajetória mostra que ele é mais capaz de adotar cortes de gastos desnecessários e de eliminar o déficit fiscal. Para a revista, o PT se revelou um defensor de um estado com papel forte na economia, que não hesita em autorizar empréstimos públicos para criar campeões nacionais em grandes negócios. “É difícil imaginar Dilma e o PT colocando um ponto final nos gastos públicos”, diz o artigo.

Depois de afirmar que Dilma não merece vencer apenas porque Lula a escolheu como sucessora, a revista lista outras duas razões “pelas quais os brasileiros fariam melhor se votassem em Serra”. “Em primeiro lugar, Dilma Rousseff não é Lula. Ela não tem os extraordinários dons políticos dele e, talvez, nem o inato pragmatismo”, afirma a revista. “Em segundo lugar, embora nenhum partido brasileiro tenha o monopólio quando o assunto é corrupção, há inúmeros indícios de que o PT está bastante confortável no poder.”

Leia Aqui

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Hey Montenegro, faça um Botafoguense feliz !

Já que o presidente do IBOPE, Carlos Montenegro, está dando uma forcinha para colocar a sua candidata com 11 pontos percentuais de vantagem em relação ao José Serra. Como bom Botafoguense que é, poderia muito bem usar o mesmo método para colocar o Glorioso entre os quatro primeiros do brasileirão, não é mesmo?

Sei lá, talvez ele possa mudar alguns critérios para colocar o Botafogo lá na frente da tabela. Você se lembra, caro amigo Montenegro, do tempo em que as vitórias valiam somente dois pontos? Então, que tal usarmos esse mesmo método para colocar o Botafogo na zona da Libertadores? Com esse método aí, o Botafogo estaria, exatamente, em quarto lugar do brasileirão, faltando oito rodadas para o fim da competição. O que você acha amigo? Não é uma boa idéia?

Pois é Montenegro, não faça somente um petralha vagabundo feliz; tente fazer também, um botafoguense feliz, por mais que o critério usado seja fajuto.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Ato terrorista dos petralhas


O fundo do poço está muito acima da campanha terrorista da petralhada vagabunda. Não contente em ameaçar Igrejas Católicas, em fazer jornalismo sujo, em usar a máquina pública para campanha eleitoral, em querer a “extirpação” da oposição, e, por fim – se é que para por aí -, em fazer terrorismo eleitoreiro (Privatizações e o “fim” do Bolsa-Família). A Petralhada Vagabunda, como bom fascista que é, decidiu impedir a caminha de partidários e apoiadores da candidatura de José Serra no Rio de Janeiro. O candidato tucano foi cercado pelos petistas e, agredido covardemente! Por causa disso, a agenda teve que ser cancelada no Rio. Inclusive, um dos manifestantes que estavam presentes no ato terrorista do PT, era Sandro Alex de Oliveira, deputado estadual derrotado nessas eleições.

Os envolvidos nessa baderna? Os cães da Revolução dos Bichos a mando dos porcos petistas. Os Cães nada mais são do que “idiotas úteis” pagos para agredir verbalmente e fisicamente todos aqueles que não pensam da mesma forma que eles. São terroristas que vão a campo cometer crimes em nome do Partido. Os porcos petistas, por trás dos panos, só fazem a cabeça dos “idiotas úteis”, com seus argumentos de ódio, para lutar contra o que eles chamam de “inimigos da revolução”. Os porcos petistas falam e, os cães (Na história, eram ovelhas) só fazem repetir: “PT bom, PSDB ruim; ou melhor: “Quatro pernas bom, duas pernas ruim”.

Vocês entenderam? É assim que se comporta um partido fascista como o PT. Eles não admitem, de jeito algum, o oposicionismo. Tudo tem que estar de acordo com o que eles pensam, caso contrário, você será considerado “inimigo do povo”. O autoritarismo do PT já está às claras, e, a vitória da Dilma, será a consolidação da ditadura bolivariana no Brasil. O que eles fizeram hoje no Rio de Janeiro, contra o candidato José Serra, é uma pequena amostra do que eles são capazes de fazer no governo. Alguém tem dúvida disso?

E para terminar, o meu desabafo: Todo petralha que eu conheço é TERRORISTA. Melhor dizendo, TODO PETRALHA É TERRORISTA, FASCISTA, NAZISTA, E, O PIOR DE TUDO, É COMUNISTA POHA! Mas, ao contrário deles, iremos ganhar essas eleições nas urnas! Nós não vamos nos igualar aos petralhas vagabundos. Respeitamos a democracia acima de tudo!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Game Over Ana Júlia !

Leia o trecho da matéria:

O candidato derrotado do PMDB ao governo do Pará, deputado Domingos Juvenil, presidente da Assembléia Legislativa, vai apoiar a candidatura de Simão Jatene (PSDB) no segundo turno contra Ana Júlia Carepa (PT). Juvenil teve 11% dos votos no primeiro turno e sua adesão a Simão Jatene consolida a vantagem que o candidato tucano leva sobre sua oponente: 60% a 40%, segundo o IBOPE, uma diferença de aproximadamente 800 mil votos. Nada menos que 95% dos principais líderes do PMDB paraense - incluindo três dos quatro deputados federais (Asdrubal Bentes, José Priante e Wladimir Costa), seis dos oito deputados estaduais (Antonio Rocha, Martinho Carmona, Paulo - Macarrão - Jasper, Josefina Carmo, Simone Morgado e o líder Parsifal Pontes) e pelo menos 30 dos 40 prefeitos do PMDB - , segundo cálculos do deputado Parsifal Pontes, estão com a candidatura de Simão Jatene no segundo turno.

Vocês viram o número de Pmdbistas que aderiram a campanha de Simão Jatene? Eu sei que ainda é cedo para "cantar vitória" antes do tempo. Mas, como vocês sabem muito bem, os pmdbistas não costumam ficar muito tempo em navios prestes a afundar, não é mesmo? A adesão do deputado Juvenil, do PMDB paraense, à candidatura de Simão Jatene, era a cereja que faltava no bolo.

Vamos rumo à vitória! Viva o Pará! Viva Simão Jatene!

Fonte

O Jornalismo Petralha

O jornalismo sujo, sempre ligado ao PT, decidiu intervir na campanha presidencial para prejudicar a imagem de José Serra junto ao seu eleitorado; Desqualificando-o sem provas e, até mesmo, interpretando frases “erroneamente” para que o eleitor pudesse imaginar que, o candidato tucano seria a favor da legalização do aborto. É muita estupidez no mundo petralha.

A Coluna mais infeliz , evidentemente, foi a de Mônica Bergamo da Folha de São Paulo. No método cretino do “ouvir falar”; afirmou que, a Mônica Serra, esposa de José Serra, teria feito aborto em uma clínica nos Estados Unidos durante o exílio de seu marido no Chile. De onde ela tirou essa fonte? De uma testemunha que, durante uma aula em 1992, teria ouvido uma confissão de Mônica Serra sobre o seu suposto aborto. Um jornalismo grotesco e sem escrúpulos que, não se baseia em fatos para informar honestamente os seus leitores. Se é para acusar alguém de abortista, como tentou fazer a jornalista Mônica Bergamo, que apresente provas suficientes para sustentar o que foi dito pela testemunha. Foram palavras soltas no ar, e nada mais.

O jornalista Ricardo Noblat, do site “O Globo”,por sua vez, interpretou, da sua maneira, a frase de José Serra que, segundo o blogueiro , provaria que o candidato tucano também seria a favor da legalização do aborto; querendo colocar José Serra no mesmo nível baixo da sua candidata de Dilma Rousseff. Leia a frase e, interprete você mesmo:

"Porque em consciência (Serra) era – como continua sendo – favorável ao direito da mulher de somente ser mãe na hora que quiser. Esse, por sinal, era um dos muitos pontos que aproximavam o pensamento de Serra do pensamento da socióloga Ruth Cardoso, amiga dele e mulher do então presidente Fernando Henrique Cardoso."

Onde está a afirmação categórica de José Serra de que é a favor da descriminalização do aborto? Pois é. Será que o Noblat já ouviu falar em planejamento familiar? Acho que não, ou finge não saber - O que é pior. Se o petralha vagabundo não sabe, o Planejamento familiar é um direito assegurado na constituição brasileira. O direito da Mulher ser mãe na hora que quiser, nada mais é do que planejar com amparo constitucional. Entendeu patife? Então, voltando ao assunto, Eu já li mil vezes essa frase e, não constatei nada sobre ser a favor ou contra o aborto. Sensacionalismo e, ao mesmo tempo, cretinice intelectual nessa avaliação estúpida do blogueiro.

Se já não bastasse o jornalismo do “Ouvir falar” de Mônica Bergano; há também o jornalismo “recebido por email” da Laerte Braga. Segundo a jornalista, o FHC teria tido uma reunião com investidores estrangeiros interessados em privatizações. O absurdo é que, a matéria afirma que FHC teria feito uma palestra sobre a privatização do Banco do Brasil e da Petrobras. Uma reunião dessa importância, com a presença de grandes “empresários privatistas”, não iria passar despercebido pela grande mídia; não é mesmo? Para deixar bem claro: A fonte, meus amigos, repito, é de emails que circulam na internet. Uma boataria sobre o tema da privatização que, foi criada somente para atingir diretamente o candidato José Serra. Nada mais.

A petralhada vagabunda que, tando fez para jogar limpo no primeiro turno; não passa um dia sem criar boatos contra o candidato tucano nesse segundo turno. Mas, é bom lembrar o que José Serra disse contra as centrais de boatarias do PT. Vale a pena ler de novo, para entender muito bem a intervenção do jornalismo petista nessas eleições: “Quanto mais mentiras ele falarem sobre nós; mais verdades diremos sobre eles”.

domingo, 17 de outubro de 2010

Caminhada rumo à Vitória

Por Equipe Jatene 45

A TV Liberal divulgou neste sábado (16) os números da primeira pesquisa IBOPE do segundo turno. Se a eleição fosse hoje, Simão Jatene seria eleito com 60% dos votos válidos, contra 40% da candidata adversária.

É o povo do Pará confirmando o que disse nas urnas no primeiro turno, quando dois terços da população disseram não ao governo de Ana Júlia.

Na pesquisa estimulada, que inclui os votos brancos e nulos, o candidato da coligação Juntos com o Povo, Simão Jatene, teve 54% da preferência dos eleitores paraenses. A candidata adversária ficou empacada no mesmo patamar do primeiro turno, tendo 36% das intenções de voto.

Votos em branco e nulos correspondem a 5% dos eleitores. Os eleitores que ainda não sabem em quem vão votar são 5%, segundo o IBOPE.

SERRA DISPAROU – O candidato à presidência pelo PSDB José Serra, que no primeiro turno recebeu 37% da votação, contra 47% da petista Dilma Roussef, disparou na preferência do eleitorado. Pela nova pesquisa do IBOPE, Serra tem 46% das intenções de voto, enquanto Dilma, assim como Ana Júlia, empacou nos mesmos 47% do primeiro turno.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Bolsa-isto, bolsa-aquilo…; alguém aí se lembra de Ruth Cardoso ?


Por Bolívar Lamounier

As políticas sociais tendem a ocupar um lugar nevrálgico no debate eleitoral. Nos dois meses que faltam para a eleição, o bolsa-família e outros programas ligados à questão da pobreza serão continuamente lembrados. Mas, quanto eu saiba, um nome crucial nessa área ainda não foi mencionado.

Refiro-me evidentemente a Ruth Cardoso ; à Dra. Ruth, como ela gostava de ser chamada em eventos públicos, sempre sublinhando que detestava a expressão “Primeira Dama” . Elegante, discreta, Ruth orgulhava-se de sua profissão – de sua atividade como docente e pesquisadora no campo da antropologia, com formação acadêmica de nível internacional.

O que o Brasil deve a Ruth ainda não está devidamente registrado. Antes dela, as “primeiras-damas” (Ruth, desculpe) apenas tangenciavam as políticas de governo na esfera social. Raramente ou nunca iam além do assistencialismo com cara de piedade que servia de adorno às esposas dos presidentes.

Ruth repensou, reorganizou e ampliou as políticas sociais. Criou, para isso, o programa “Comunidade Solidária”. Cercou-se de assessores sérios, também eles com sólida formação técnica.

Faço o registro não apenas pela admiração que sempre tive por Ruth Cardoso, mas também na expectativa de que o debate dos próximos dois meses não se restrinja ao enfoque caolho que se tem tentado impingir aos eleitores. O que se tem proposto é uma comparação simplória do governo atual com o de Fernando Henrique. Quem fez mais ? Quem tem mais para mostrar ? Perguntas rasas, como todo mundo sabe, suscitam respostas rasas . Aceita a discussão nestes termos, bastaria arrolar indicadores estatísticos e colocá-los lado a lado. Indicadores descarnados, desossados de toda perspectiva temporal, de toda idéia de sequência, das restrições que pesaram em determinado momento e deixaram de pesar graças aos próprios avanços realizados.

A discussão que estou sugerindo não se refere aos valores de fato atingidos por tais ou quais indicadores. Esta discussão pode também ser útil, desde que formulada de maneira adequada. Tampouco estou querendo focalizar os efeitos eleitorais, intencionais ou não, da expansão efetivada em certas áreas – notoriamente na do Bolsa-Família.

Meu ponto é que a avaliação de políticas de governo, em qualquer área, não pode prescindir da perspectiva histórica. Quando foram iniciadas ? De que modo a área em questão era pensada antes, como veio a ser pensada na etapa seguinte ? De que forma se deu a interação de profissionais de diferentes áreas do conhecimento, de diversos setores do governo e entre os setores público e privado ? Quem liderou tal processo, facilitando sua convergência para um novo padrão, em termos tanto conceituais como de novas práticas políticas ou administrativas ?

Na reorganização iniciada nos anos 90, o papel de Ruth Cardoso foi, como já se notou, fundamental. Coube a ela criar um novo padrão de política pública na área social e, por via de consequência, uma nova definição para o papel de “primeira dama”.

Leia Aqui

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

PMDB/PA está junto com Simão Jatene


Líder do PMDB, Parsifal Pontes anuncia apoio a Simão Jatene


Por Ronaldo Brasiliense

O deputado estadual reeleito Parsifal Pontes, líder do PMDB na Assembléia Legislativa, anunciou hoje, 13, apoio à candidatura do tucano Simão Jatene (PSDB) ao governo do Estado no segundo turno contra a atua governadora Ana Júlia Carepa.

"Invoco e convoco todos os que tiveram comigo na labuta em busca de um mandato de deputado estadual para que marchemos juntos em mais uma empreitada: eleger Simão Jatene governador do Pará.

Mudemos o governo. Como disse Eça de Queiróz, “políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo”: o governo atual tem dado os motivos referidos por Eça todos os dias.


SIMÃO JATENE, COM O PMDB, FAZ MAIORIA NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA


Depois de assegurar o apoio de três dos quatro deputados federais eleitos pelo PMDB – Wladimir Costa, José Priante e Asdrubal Bentes (apenas Elcione Barbalho continua sem definição)– o candidato da coligação Juntos com o Povo ao governo do estado, Simão Jatene (PSDB) anuncia amanhã, 13, a adesão da deputada estadual Simone Morgado (PMDB), reeleita com 50.946 votos, e de vários prefeitos e vereadores do PMDB de municípios do Nordeste do Pará.

Vencedor do primeiro turno eleitoral com uma diferença superior a 450 mil votos sobre a atual governadora, Ana Júlia Carepa (PT), Simão Jatene trata de formar, desde já, uma ampla maioria na futura Assembléia Legislativa do Estado. O bloco parlamentar de Jatene seria integrado por PSDB/PMDB/DEM/PTB/PPS/PMN e PSC.

Se conseguir a adesão dos oito deputados estaduais eleitos pelo PMDB, Jatene já terá garantido o apoio de 21 dos 41 deputados eleitos em três de outubro. A maioria de Simão Jatene seria assegurada com os seguintes deputados:

Leia Mais Aqui

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Vamos comparar ?

É até humilhante, para a petralhada vagabunda, fazer a comparação entre o currículo de José Serra e, o currículo - cheio de sangue das vítimas da Val-Palmares - da candidata Dilma Rousseff.

Achei esse vídeo no youtube que, resume muito bem a trajetória dos dois candidatos a presidência na história política do Brasil. Vale a pena ver!



segunda-feira, 11 de outubro de 2010

O desespero da Petralhada Vagabunda

Nesses oito anos fora do esgoto para governar o Brasil no Palácio do Planalto, a petralhada vagabunda, mais do que nunca, está sentindo o risco de perder a presidência da república. Os tranckings internos do PSDB – O Coronel não revela a fonte, mas tudo indica que essa pesquisa é do PSDB - e, inclusive do PV, mostram uma queda vertiginosa da Dilma Rousseff, e a vantagem de três pontos percentuais de José Serra. Isso, em tese, pode ser um dos motivos do destempero da candidata petista no debate ontem realizado pela BAND.

A tática da petralhada vagabunda agora é o seguinte: Todas as verdades contra a Dilma serão consideradas baixarias – É o caso do Aborto; e todas as mentiras contra o José Serra serão consideradas verdadeiras. O discurso de “paz e amor” da Dilma no primeiro turno, deu lugar ao ódio e à tentativa de se fazer de vítima.

É muito difícil, durante toda a campanha presidencial, um partido autoritário tentar manter a máscara da tranqüilidade no rosto. Ainda mais, quando se tem o risco de perder todas as tetas estatais que, o PT teve tanto trabalho de explorá-las. A Dilma Rousseff, no debate da BAND de ontem, fez o todo petralha vagabundo iria fazer em situação desconfortável: Latir feito um Pitbull desmamado. A petista foi arrogante do início ao fim do debate, sem apresentar propostas; Obrigando José Serra a responder às calúnias da candidata petista em boa parte do tempo.

Já era previsível que, depois de tantas verdades mostradas contra a quadrilha, os petralhas vagabundos iriam adotar o discurso do “coitadismo”. O Debate da BAND deixou claro que, os petistas estão completamente descontrolados; e que , ao mesmo que tempo que acusam, sem provas, o José Serra de querer privatizar a Petrobras, Banco do Brasil e a Caixa; eles chamam de boataria o que é fato: o PT é um partido abortista. O engraçado nisso tudo, é que a central "contra a boataria" do PT, com o objetivo de colocar o José Serra no mesmo nível deles, tenta acusar, infantilmente, o candidato tucano, na época em que era Ministro da Saúde, de ter aprovado uma lei que permite o aborto em caso de estupro ou, em caso de perigo de vida da mãe. Mas, o que eles não explicam, é que a lei existe desde 1940. Dois anos antes do nascimento de José Serra. Ele só fez cumprir o que JÁ É PREVISTO em lei! Independente de ser contra ou não ao aborto. A Petralhada Vagabunda finge não entender a divisão dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário).

A Dilma terá que rezar muito “Pai nosso” – com o auxílio do ponto eletrônico, é claro – para ganhar essa eleição. A onda Azul irá afogar todas essas ratazanas! Que assim seja, amém!

domingo, 10 de outubro de 2010

Crime eleitoral em Canoas-RS

A Petralhada Vagabunda, quando acuada, adora se fazer de perseguido, no afã de justificar as acusações contra o partido. E, quando a Petralhada Vagabunda está no poder? Como eles agem? Simples. Eles tentam destruir, a todo o momento, o seu inimigo político na base da mentira. Foi exatamente isso o que aconteceu na cidade de Canoas no Rio Grande do Sul.

É vergonhoso o que aconteceu em Canoas. Muitos cartazes foram distribuídos, dias antes da eleição, acusando o candidato tucano, Marcos Ronchetti, de ser ficha suja. A cidade gaúcha, que é governada atualmente pelo prefeito Jairo Jorge da Silva do PT, ficou refém da bandidagem petista que, não mediu esforços para “extirpar” o candidato do PSDB das eleições através de mentiras caluniosas.

Eis as imagens que mostram a apreensão de cartazes no comitê do Nelsinho Metalúrgico do PT em Canoas - RS. E depois, os perseguidos são eles, não é?

Panfletos anônimos

Mentiras contra o candidato Marcos Ronchetti

O Esgoto onde as Ratazanas se escondem. Comitê do PT.

"Eu tô voltando pra casa, eu tô voltando..." Petralha indo para cadeia.


Leia o blog do meu amigo Lauro Tentardini que, inclusive, está sendo ameaçado pelos Petralhas Vagabundos, por ter denunciado esse crime eleitoral na cidade de Canoas-RS.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Livro de Marina Silva ataca Dilma Roussef e elogia José Serra

Por Folha Online

Site ViaAgora

A biografia oficial da candidata do PV ao Planalto, Marina Silva, sugere que Dilma Rousseff (PT) não "levava a sério" o licenciamento ambiental das obras do PAC e contribuiu para sua queda do governo Lula, em 2008.

O livro elogia José Serra (PSDB) e chama o ex-ministro de Assuntos Estratégicos Mangabeira Unger outro desafeto de Marina na Esplanada de "advogado carioca de sotaque esquisito".

Dilma é citada oito vezes, sendo três de forma neutra e cinco em tom negativo, no capítulo que trata do pedido de demissão da senadora.

"Marina travou disputas com Dilma Rousseff, defendendo que as licenças ambientais fossem levadas a sério. Dilma reclamava publicamente do atraso", diz o texto, acrescentando que Lula teria tomado partido da então chefe da Casa Civil.

O livro reproduz artigo do cientista político Sérgio Abranches com duras críticas à petista: "A Amazônia que aparece nas exposições da ministra Dilma é a de uma fronteira de expansão agrícola, recortada por rodovias e coalhada de hidrelétricas. Só falta tirar dos mapas do PAC o verde da floresta".

Ao explicar a queda de Marina, a obra volta a "terceirizar" os ataques à adversária: "O 'El País', da Espanha, disse que Lula dava as costas à maior defensora da floresta amazônica em favor de sua ministra desenvolvimentista, Dilma Rousseff".

Serra é citado cinco vezes, nenhuma delas em tom negativo. Num trecho, o livro lhe dá crédito pela aprovação de subsídio para seringueiros do Acre, Estado da senadora, no governo FHC.

"Marina A vida por uma causa" é assinado pela jornalista Marília de Camargo César e será lançado dia 9 pela editora evangélica Mundo Cristão. A candidata revisou a versão final do texto, que deve ser usado como peça auxiliar da campanha.

Leia Aqui

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Petistas criam comunidade falsa no orkut

Parte 1



Parte 2

O que os Petistas acham da Marina?

Cliquem na figura e, vejam vocês mesmo:


Tenho mais imagens. Mas, mostrarei em outras ocasiões.

Segundo turno no Pará

No começo das apurações das urnas no Estado do Pará, tudo parecia estar resolvido no primeiro turno para o candidato Simão Jatene. Ainda com 80% das urnas apuradas, o candidato tucano estava com mais de 50% dos votos válidos. Até que, nos 20% finais, a candidata petista, Ana Júlia, começou a tirar a diferença com a apuração das últimas urnas. Uma pequena arrancada que, foi suficiente para garantir a sua permanência no segundo turno.

Muito provavelmente, a maioria dos eleitores do Juvenil do PMDB - "padrinho" de Jader Barbalho - irão votar em Simão Jatene nesse segundo turno. Vários PMDBistas ficaram insatisfeitos com a gestão da Ana Júlia e, com o "pouco espaço" que tiveram no governo petista. Os votos dos PMDBistas serão importantes para que Simão Jatene possa assegurar seu favoritismo no Estado do Pará.

O candidato tucano ganhou bem na região metropolitana de Belém. Mas, onde o PSDB obteve mais sucesso, foram nas cidades de Santarém e Castanhal. Simão Jatene teve 58% e 64% dos votos válidos respectivamente. A única vitória expressiva de Ana Júlia foi na cidade de Abaetetuba com 54% dos votos válidos. Lá na terra da cachaça.

No segundo turno, tudo é possível. Mas agora, é trabalhar para fazer alianças e, continuar com as mesmas chances de vitória que tínhamos desde o começo dessas eleições. Acredito na vitória de Simão Jatene! Quero que o Pará volte a crescer!

sábado, 2 de outubro de 2010

Tchau e Bença Ana Júlia! Simão Jatene pode ganhar no 1° turno!


Simão Jatene ganha eleição no 1º turno, segundo Ibope


Simão Jatene (PSDB) pode ser eleito já no primeiro turno das Eleições 2010. A projeção foi divulgada, neste sábado (2), na pesquisa Ibope, encomendada pela Tv Liberal. De acordo com a Lei Eleitoral, um candidato a Governador é eleito no 1º turno se obtiver 50% mais um, dos votos válidos na apuração oficial.

Na análise do votos válidos para Governo, O candidato tucano Simão Jatene se mantém a frente e abocanha 53% da intenções de voto. Ana Júlia (PT) tem 32%. Domingos Juvenil (PMDB) fica em terceiro lugar nas intenções de votos com 8%. O candidato Fernando Carneiro tem 4% e Cleber Rabelo (PSTU) aparece com 3%. O percentual de votos válidos excluí os votos brancos, nulos e indecisos.

Senado



Leia Mais Aqui

Segundo Turno

Por FHC


A campanha eleitoral termina sua primeira fase como se estivéssemos escolhendo entre duas ou três pessoas em razão de suas diferentes psicologias, grandes feitos, pequenas fragilidades pessoais ou o que mais seja. E não porque representam caminhos diversos para o país.

O governo de Lula e do PT se iniciou disposto a exercer o papel de renovador da política e da ética. Termina abraçado com a despolitização e o clientelismo. Ser pragmático é o que conta; ter bons índices de popularidade, aproveitar as águas calmas de um PIB em ascensão para distribuir benesses para todos os lados, fazer discursos inconsistentes, mesmo que chulos, para agradar a cada audiência. E, sobretudo, criar muitas imagens, registrando desde o ridículo até o sublime. Lula na Bolsa se autodefinindo como sumo sacerdote do capitalismo financeiro global representou o coroamento de uma trajetória. Como se de suas mãos escurecidas de petróleo brotassem ações ricas em dividendos futuros, e não do esforço árduo de gerações de trabalhadores, técnicos e políticos para viabilizar a Petrobras como uma grande companhia, da qual todos nos orgulhamos.

Por trás das máscaras dos candidatos, contudo, existem opções reais. Se elas se apresentam desfiguradas pelas técnicas mercadológicas, nem por isso deixam de representar distintas visões do país e interesses diversos. É por isso que, diga-se ou não, o dia de hoje é marcante. Em primeiro lugar, porque a despeito de o chefe da nação ter-se comportado como chefe de facção, chegando a falar em extermínio de adversários; apesar da massa de recursos mobilizada em propaganda direta ou indireta com as cornucópias públicas a jorrar rios de anúncios sobre “grandes feitos”; em que pese o personalismo imperial do presidente em sua verborreia incessante; não obstante tudo isso, com certeza pelo menos 40% dos eleitores não se dispõem a coonestar tal estado de coisas. E é pouco provável que os que ainda pendem para o outro lado alcancem hoje os 50% mais um dos votos válidos. A tentativa plebiscitária do “nós bons versus eles maus” não colou, a menos que se condene metade do país ao infortúnio de uma qualificação negativa perpétua.

Em segundo e principal lugar, o dia de hoje é importante porque abre um caminho para a convergência entre os que resistem ao rolo compressor do oficialismo (o PSDB com Serra e o PV com Marina). Temos em comum a recusa ao caminho personalista e autoritário. Rejeitamos a ideia de que esse caminho seja o único capaz de trazer progresso econômico e bem-estar social. Sabemos que, junto com o que de positivo possa haver sido alcançado nos últimos oito anos, houve também a penetração avassaladora de interesses partidários na administração pública. Também nela penetraram os interesses de grandes empresas, fundos de pensão e sindicatos. São estes os atores que, em aliança oportunista, dão sustentação à ideia de que é o Estado o motor do crescimento econômico. Os que resistem ao rolo compressor acreditam que o antídoto para esses males é o fortalecimento das instituições, o respeito às regras legais e a afirmação de lideranças que não dividam o país entre “eles” – os maus – e “nós” – os bons.

Não é pouca coisa, portanto, o que está em jogo. Segundo o mantra oficial, a disputa política estaria resumida a dois blocos. No primeiro, estariam os que estão comprometidos com o interesse popular, com o bem-estar social e com a defesa dos interesses nacionais pelo Estado. No segundo, os “moralistas”, que só se preocupam com o mundo das leis e com a honestidade na política porque já estão bem na vida. Vencendo o primeiro, o povo se beneficiaria com a distribuição de renda, as bolsas, emprego abundante etc., e o país com mais investimento e com a ação estatal para incentivar a economia. Vencendo o segundo, prevaleceriam os interesses dos que não olham para “o andar de baixo”, na metáfora expressiva, embora incorreta, e podem se dar ao luxo de exigir formas corretas de conduta.

É preciso recusar essa visão distorcida do país. Na verdade, ele tem vários andares, e um ou mais elevadores que sobem e descem. Há mobilidade social e mobilidade política. O que hoje pode ser visto como “moralismo” amanhã pode tornar-se aspiração de todos os andares. É esta a batalha a ser travada. Não denunciamos a corrupção, o clientelismo e a ineficiência por “moralismo”, mas, sim, para mostrar, em nome da justiça social, o quanto os andares de baixo perdem com a ineficiência, a corrupção e o clientelismo. Não aceitamos que os defensores do patrimônio público ou os que denunciam o abuso do poder político sejam, por isso, chamados de elitistas. Haverá mais e não menos inclusão social e desenvolvimento quanto mais eficiência houver no governo e decência, na vida pública.

A votação de hoje provavelmente nos levará ao segundo turno. Nele será indispensável mostrar que o PSDB não apenas foi decente como também fez muito pelo social quando foi governo. A começar pela estabilização, que é obra do nosso governo. Fez e está credenciado a fazê-lo novamente, junto com Marina, porque sabe que não há desenvolvimento de longo prazo sem sustentação ambiental.

Sem se arvorar a ser o único portador desses valores, é isso que Serra representa: a recusa da confusão entre malandragem e proximidade com o povo, entre abuso estatal no controle da economia e ação vigorosa do governo no manejo das políticas econômicas e sociais. O dia é hoje, a hora agora, para começar a construir um futuro melhor: o país merece um segundo turno no qual o confronto aberto entre os contendores dê aos eleitores a oportunidade de ver as diferenças entre os caminhos propostos, encobertas até aqui pela rigidez das máscaras mercadológicas.