terça-feira, 12 de abril de 2011

A volta da campanha do desarmamento II

Como se eu não soubesse, heim?! A Petralhada Vagabunda é mais previsível do que um bezerro desmamado. O berro dos petralhas, agora, é pelo desarmamento do cidadão de bem, sem que haja discussão sobre o assunto, já que, eles se auto-intitulam “os homens da verdade”. Quando um lunático decidiu matar 12 crianças numa escola em Realengo, subúrbio do Rio,A Petralhada Vagabunda não pensou duas vezes em atribuir isso ao fato da população ainda está armada, e que, seria necessário a voltar da “campanha do desarmamento” para desarmar de vez os civis como na Alemanha Nazista.

Esses Humanistas, defensores da bandidagem, acham que a diminuição da violência se resume em uma só solução: “Desarmamento de civis”. Mas, vocês se lembram do Estatuto do desarmamento em 2003? Pois é, me lembro direitinho que, esse estatuto resolveria todos os problemas de criminalidade. E, o que estamos vendo?! ESTAMOS VENDO MAIS DE 50.000 HOMICÍDIOS POR ANO NO BRASIL! Os números de homicídios no país só aumentam.

A ONG Viva Rio divulgou um dado mostrando que 60% dos revólveres, usadas em assaltos, são revólveres legais roubadas pelos bandidos. Eu, como Reinaldo Azevedo, não acredito muito nesses dados fornecidos por esses bandidos disfarçados de humanistas, mas, vá lá, caso isso seja verdade, o que tem a ver o cu com as calças? Um fora-da-lei que porta uma arma, não estará preocupado, evidentemente, em obedecer às leis, certo? Então,mas, o mais engraçado nisso tudo é que, essas ONGs de Diretos Humanos acham que, desarmando os civis, os bandidos terão muita dificuldade de se armar, já que, “segundo os humanistas”, a bandidagem perderá sua principal “ferramenta” de fornecimento de armas - o que me parece uma piada de mau gosto. A mesma fórmula brilhante que eles tiveram em 2003 para "diminuir" a violência no país; estão tendo agora com o argumento desses 60%. Como se o bandido não tivesse outro meio para se armar até os dentes.

Não adianta pessoal, a esquerda vai fazer de tudo para que você possa perder completamente o direito de portar uma arma. É dessa maneira que funcionava na Alemanha Nazista e, na comunista União Soviética: “Para o estado tudo, e para o cidadão nada”. No caso do PT, sabemos muito de que lado eles estão. As FARC agradecem.

2 comentários:

Alexandre - Caçador de iMundos disse...

Não os culpo. Quando viviam na clandestinidade cometendo atos terroristas, usavam armas ilegais. O problema pra eles, na cabeça iMunda deles, são armas legalizadas com gente de bem.

Francisco Cruz disse...

Como tudo na vida sempre tem os dois lados da moeda, o temor da petralhada está atrelada às armas de cidadãos comuns de bem, por ser a única força capaz de destroná-los do "pudê", quanto aos bandidos e traficantes não há a mínima preocupação em desarmá-los, pois são aliados na intimidação de gente de bem.