quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Setença de Destruição

Escrito pelo Espírito Emmanuel e Psicografado por Chico Xavier

A civilização está em crime porque conheceu a sua setença de destruição. A guerra, no seu mecanismo industrial, econômico e político, é imprescindível e inevitável.

Comunismo e fascismo, nas suas oposições ideológicas, só poderão apressá-la.

Ainda há pouco tempo, um jovem europeu exclamava para um colega americano: "Ai de nós! se nos prepararmos pelo estudo para a luta de nossas próprias edificações! bem sabemos que o estado exigirá, amanhã, as nossas vidas. Temos de rir e beber para esquecer essas fatalidades irremediáveis".

Essa observação caracteriza, de fato, as calamidades morais da sociedade moderna.

A ausência de um apoio espiritual estabelece a vacilação moral das criaturas. O sentimento dos homens requer uma base religiosa, e a transformação de quase todos os valores religiosos do Velho Mundo, em forças de política transitória, deu causa às fundas inquietações contemporâneas. As criaturas vivem a sua tragédia de pessimismo e descrença, à sombra dos governos de experiências tão penosas às coletividades, e encaminham-se, com indiferença, para a subversão e para a desordem.

Coleção Emmanuel

Nenhum comentário: