terça-feira, 28 de setembro de 2010

Sem Remorso..

Será que o “Diplomata” Celso Amorim não sente nenhum remorso por ter contribuído na condenação à forca de uma “adúltera” iraniana? Remorso? E lá comunista sabe o que é isso?

Um sujeito antiamericano que aperta a mão, cheia de sangue, de ditadores comunistas na África, América Latina e no Oriente Médio; que abriga um caudilho bolivariano na embaixada brasileira em Honduras violando a Convenção de Viena – Princípio da não intervenção; que manda caçar boxeadores cubanos - fugidos da delegação cubana durante os jogos Pan-Americanos no Rio de Janeiro - como se fossem bandidos; e que, tem como amigo, o megalomaníaco Mahmoud Ahmadinejad; certamente não se sente culpado pela condenação da jovem iraniana, Sakineh, à forca. Da mesma forma que, Stalin, Mao tse tung e Fidel Castro não se sentiram responsáveis pela morte de mais de 100 milhões de pessoas.

Acho que, o Celso Amorim – o Homem que acorda todas as noites pensando em dominar o mundo – irá assistir o enforcamento da jovem iraniana "de camarote" em um espaço “vip”. Uma "Burguesa Adúltera" tem mais é que morrer mesmo; não é Senhor “Diplomata”?

Nenhum comentário: