sábado, 31 de julho de 2010

Um grande motivo para acompanhar a Fórmula 1

A Fórmula 1 precisava verdadeiramente de um piloto talentoso que pudesse ganhar suas corridas nas pistas e não nos bastidores. O jovem piloto Sebastian Vettel mostrou ter todas as qualidades de um grande esportista em uma competição que não liga muito para os princípios da moralidade. E, falando em moralidade, o outro alemão, o Michael Schumacher, gostava mais de interferir nos resultados na "calada da noite" do que propriamente ganhar suas corridas com méritos. Depois de seu retorno à Fórmula 1, o alemão nem sequer passou perto do pódio. Essa má fase de "Schumi" no campeonato só veio a provar de que ele não passava de um Dick Vigarista nos tempos em que ganhava tudo.

E o Fernando Alonso, dispensa comentários, nem parece se importar com as suas marmeladas. O espanhol orquestrou a batida de Nelsinho Piquet no GP de Cingapura, participou da espionagem da McLaren em 2007 e, ultrapassou o Massa com a ajuda grotesca da equipe Ferrari, já que, em condições normais, não iria passar o piloto brasileiro no GP da Alemanha.

O garoto Vettel é puro talento! Vocês viram a última volta dele no treino? Não tomou conhecimento e, mesmo tirando o pé do acelerador para preservar o carro, ainda sim ficou na frente de Alonso com muita facilidade, na casa dos 19 segundos! Naquele momento ele já tinha o melhor tempo na casa dos 18.7 segundos.

Que me desculpem aqueles que não estão mais entusiasmados com a Formula 1 por não acharem justo certas decisões de equipes. Mas, ver o talento de Vettel na principal categoria do automobilismo europeu é apreciar o que há de melhor no esporte: A vontade de ganhar nas “quatro linhas” sem depender de táticas mirabolantes. A ousadia desse rapaz na pista é qualquer coisa de extraordinário e que, ainda enche os olhos de muitos amantes do automobilismo.

Ainda tenho um grande motivo para acompanhar a Formula 1. E esse "motivo", é Vettel na cabeça!

Nenhum comentário: