sexta-feira, 30 de julho de 2010

Onde está Obama?

O Obama já não recebe tanta atenção da imprensa brasileira como recebia antes. A expectativa em torno da gestão do primeiro presidente negro da história dos Estados Unidos era enorme e, certamente, os jornalistas brasileiros imaginavam que Obama seria o líder que faria sobreviver o mar morto, acabaria com a pobreza na áfrica, fecharia o buraco da camada de ozônio e, por fim, iria curar todos os enfermos do planeta com a sua mão milagrosa.

O prestígio dele nos Estados Unidos e em certos países, incluindo o Brasil, anda muito em baixa. E, o que se vê nos jornais de todo mundo ultimamente é a figura de Hillary Clinton, atual secretária de Estado, enfrentando ditadores como Hugo Chávez, Mahmoud Ahmadinejad e Kim Jong-il. O Obama, no máximo, tira o dele da reta para não prejudicar na sua imagem de pacificador de araque. Sabe como é, um homem que ganhou um prêmio Nobel sem nada fazer pela paz, não pode decepcionar os velhinhos do Parlamento Norueguês.

Como previsto, o Obaminha “paz e amor” acabou sendo esquecido pela mídia brasileira. Toda aquela agitação de antes nas redações de todo o Brasil para endeusar o Barack Hussein está indo pelo ralo. Eu até me atreveria a dizer que, o atual presidente americano seria uma espécie de Tony Blair da Casa Branca. Havia tanta esperança de que o Obama iria mudar o mundo com o seu sorriso fácil que, depois de quase um ano e meio de gestão, os colunistas brasileiros já não querem nem mencionar o nome do "líder" americano em suas colunas. Onde está Obama?

Nenhum comentário: