terça-feira, 17 de novembro de 2009

Submissão de Barack Hussein

O Barack Hussein é um tipo de presidente que não se restringe a ser somente representante dos Estados Unidos, ele faz aquele papelzinho ridículo de homem simpático, se curvando diante de seus inimigos, para que possamos acreditar no seu lindo gesto pacificador, no melhor estilo “ONU de ser”. Para muitas pessoas, isso pode parecer besteira, mas não é. O Barack Hussein ignora as tradições americanas e, se curva diante do Rei da Arábia Saudita, no encontro do G-20 em abril, e não satisfeito, novamente, ele quebra o protocolo e repete o mesmo gesto diante do Imperador Japonês. E com os símbolos nacionais, será que ele tem a mesma postura? Duvido muito! Ele quer aparecer para o mundo e não para os americanos. Ele está mais preocupado em satisfazer os velhinhos do parlamento norueguês, do que verdadeiramente ser visto como o presidente dos Estados Unidos.

Hussein é uma espécie de presidente que só vive jogando para galera, ele me lembra, e muito, o ex-presidente americano Jimmy Carter. Eu tenho a impressão que, Barack Hussein começa o dia pensando no que a opinião pública mundial quer que ele faça.

Ele se curva diante do Imperador Japonês, do Partido Chinês, de Fidel Castro, do Rei da Arábia Saudita, de Hugo Chávez, etc. Agora, eu queria saber se ele tem o mesmo comportamento com países aliados, como Israel, por exemplo. Os aliados de Barack Hussein são outros, e menos democráticos.

Nenhum comentário: