sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Irresponsabilidade de Tarso Genro

O Ministro da justiça, Tarso Genro, ultrapassa as fronteiras da cretinice, da sandice e da vigarice. O petralhismo é capaz de agredir uma nação historicamente amiga para defender Cesare Battisti, um assassino comunista sem escrúpulos. Comunistas assassinos viram mitos, como Prestes e o seu “Tribunal Vermelho”, que mandou sete pobres almas para debaixo da terra, inclusive a adolescente Elza, morta brutalmente pelo PCB. Para virar mito e, ter o aval para pegar em armas, é preciso matar em nome do comunismo, caso contrário, constará para sempre nos livros de história do Brasil, como sendo um facínora.

O ministro Tarso Genro, sem eufemismo, disse claramente em entrevista coletiva que o governo italiano é fascista. Isso demonstra o seu comportamento de advogado de porta de cadeia, um sujeito medíocre que, não perde o hábito de defender bandidos. Proteger um terrorista italiano, que em uma democracia consolidada, foi responsável por inúmeras mortes nos anos 70/80, é mais que “um tapa na cara” nas instituições democráticas na Itália, é um tiro na cara, com os mesmo requintes de crueldade em que um comunista executa seus inimigos.

Esse ministro irresponsável quer provocar um incidente internacional com o governo italiano a troco de nada! FORA TARSO GENRO!

Nenhum comentário: