quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Imagens: Vandalismo do MST




O Movimento dos sem terras é um estado paralelo que está acima das decisões judiciais. O grupo criminoso tem certeza de estar cumprindo a carta magna, sob a justificativa de que a terra deve cumprir sua função social.

O MST se acha no direito de ter critérios próprios para avaliar se as terras são improdutivas ou não, age como se fosse os “três poderes” de Montesquieu, e se faz valer de discursos populares para invadir, ameaçar e depredar propriedades privadas, com o objetivo de fazer justiça com as próprias mãos. Está mais do que na cara que o MST está muito longe de ser um movimento social, na verdade, se trata de um movimento criminoso, um sonho da esquerda brasileira que está se tornando realidade: Criar um estado, dentro de outro estado. Exemplo? As FARC.

As imagens estão aí para provar de que o MST é um movimento criminoso de alta periculosidade e deve ser desmantelado o mais rápido possível para a proteção da soberania e democracia. Como em toda revolução comunista, é dessa forma que esses grupos agem, sempre com selvageria.

Fotos tiradas na Fazenda “Maria Bonita”, no sul do Pará, que pertence a Daniel Dantas.

Nenhum comentário: