domingo, 1 de novembro de 2009

Enfim, um goleiro descente!

Nos últimos anos, o Botafogo tentava encontrar um goleiro que pudesse ao menos dar tranqüilidade a equipe. Muitos goleiros tiveram a oportunidade de defender o gol do glorioso: Júlio César o Genérico, Lopes, Castilho, Max e Renan. E nenhum desses goleiros tiveram a competência de dar credibilidade aos jogadores de linha e aos torcedores do Botafogo.

Eis que surge Jefferson. O jogador estava sem clube, já que seu contrato com uma equipe turca terminou no mês de maio, e na época, os goleiros Renan e Castilho estavam prestes a ser convocados, respectivamente, pela seleção brasileira sub-20, e pela seleção do Uruguai. Quando Jefferson assumiu a camisa 1 do Botafogo a defesa começou a melhorar o desempenho no campo e tomar menos gols. Os dirigentes do Botafogo, de uma forma inusitada, encontraram um goleiro que pudesse finalmente dar tranqüilidade aos defensores do Glorioso. E na rodada de hoje,  Jefferson foi essencial para afastar o Botafogo ainda mais da Zona de Rebaixamento. Ele praticou várias intervenções impressionantes que deram à vitória a equipe alvinegra fora de casa, em pleno Beira-Rio, contra o Internacional. Um dia épico para o goleiro botafoguense que salvou a equipe mais uma vez na competição.

O Botafogo manteve durante mais de 80 minutos, depois do gol de falta do zagueiro Juninho aos dois minutos de jogo, o resultado de 1 a 0 no Beira Rio. E se não fosse às defesas de Jefferson, o resultado seria diferente.

Enfim, um goleiro descente!

Nenhum comentário: