quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Barack Hussein declara guerra contra a democracia


O Bolivarianismo é mais perigoso do que imaginávamos, e é capaz até de destruir democracias antes respeitadas e reverenciadas em todo mundo. Os Estados Unidos, com a figura de Barack Hussein, estão perdendo aquilo que construíram durante séculos, a famosa democracia americana, que vai se esvaindo entre os dedos maculados do novo socialismo, de cara nova, e com o sorriso fácil de Barack Hussein, que agora vem mostrando a sua verdadeira face totalitária não conhecida nos tempos de campanhas políticas.


O governo de Barack Hussein decidiu entrar em guerra contra à Fox News, um canal de notícias americano, que ultimamente, como em toda democracia, tem criticado certas atitudes do presidente dos Estados Unidos. E vocês devem saber muito bem, que como todo socialista que se preze não gosta de ser contrariado, e quer fazer do mundo uma simples bola de futebol, como no filme “O grande ditador” de Charles Chaplin.


A Assessora de Barack Hussein, conhecida como Anita, decidiu entrar em cena e acusar a emissora de atuar como “braço direito dos republicanos”. Esse filme é muito conhecido na América Latina, e que perigosamente está sendo colocado em cartaz pelo atual presidente americano. Seria, talvez, uma maneira explícita de ameaçar as emissoras que criticam Barack Hussein? Não será exagero se daqui a alguns anos o governo ameace fechar emissoras seguida do tal discurso de proteger a governabilidade, o que na verdade, seria uma maneira de preservar a imagem do coringa socialista.


A destruição da democracia americana seria o último estágio do plano bolivariano, e se a população americana não se der conta da periculosidade de Barack Hussein, o país será submetido às piores experiências políticas que os Estados Unidos já viveram em toda existência. E que a imprensa brasileira não me venha com calúnias contra o Canal Fox, que está no direito de criticar as sandices do atual presidente americano.

Nenhum comentário: