sábado, 12 de setembro de 2009

Voltar ao passado? Vá ao Equador!


Se os historiadores brasileiros pretendem voltar ao passado para rever alguns fatos da ditadura militar, não é preciso máquina do tempo e muito menos das engenhocas do Dr. Emmett Brown, é só ver o que acontece na América Latina para perceber que nada mudou no continente, e que a democracia continua sendo ameaça por presidentes orgulhosos que não aceitam argumentos contrários as suas idéias autoritárias.


O que isso quer dizer? É que estamos vendo o presente repetir o passado, o que muda são os personagens, as atitudes são as mesmas de 30 anos atrás. O Equador é um exemplo mais claro de que a ditadura bolivariana está oficializada. O governo equatoriano está propondo um projeto de lei para fiscalizar e punir aqueles que criticam a gestão do presidente Rafael Correa no país, e o mais engraçado de tudo isso, é que o projeto foi idealizado por um Ex-Reporter de televisão. Cômico se não fosse trágico.


Isso deveria ser tratado pela imprensa brasileira como um escândalo monumental, já que eles próprios se sentiram vítimas nos anos 60 com a aprovação do AI-5, não é? Já não é a primeira vez que esse cafajeste comunista impõe silêncio aos meio de comunicações no Equador, ameaçando fechar rádios e programas de TV. O Ditador Rafael Correa defende a tese de que seus críticos são todos burgueses e que querem a sua cabeça via golpe de estado, é o mesmo discurso dos canalhas bolivarianos, na verdade isso serve como desculpa para sair fechando tudo quanto é Jornal, rádio, TV , internet e o escambau.


Você viu? Não é preciso voltar ao passado para constatar que a América so Sul não se livrou desses ditadores populistas e asquerosos.


Nenhum comentário: