sábado, 26 de setembro de 2009

O Brasil dissemina o ódio


Está tudo errado na diplomacia brasileira, as más companhias parecem fazer parte do governo Lula, é uma lista interminável de ditadores com quem mantém acordos políticos para mostrar não sei o que para o mundo, talvez seja provocação, ou aquela velha mania de “justiça social” que os arcaicos diplomatas petistas adoram fazer.


É constrangedor ver o Lula defendendo as ações esdrúxulas do ditador iraniano Mahmoud Ahmadinejad, enquanto os países ricos acusam o governo do Irã de estar construindo uma usina atômica dentro de uma montanha, o que desobedeceria as regras de não-proliferação nuclear, o presidente Lula parece não estar nem aí, e apóia as sandices do aiatolá.


Tudo isso, penso eu, é inspirado no desejo de vingança contra os países ricos, típico de comunistas rancorosos que dominam a diplomacia brasileira atualmente, e que fazem a cabeça do Molusco para disseminar o ódio em todo o mundo. O Brasil está perdendo aos poucos o titulo de país pacificador, por conta dessas amizades bizarras com ditadores africanos, bolivarianos e muçulmanos.


Nenhum comentário: