quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Maltrato aos verdadeiros trabalhadores rurais

O verdadeiro trabalhador rural está cada vez mais desmotivado para trabalhar em prol do Brasil, a motivação está em frangalhos, e muito deles são taxados de burgueses pelos movimentos sociais e pelo próprio governo federal. Todos os dias, nesse país, os proprietário de terras são humilhados e desrespeitados por quadrilhas comunistas, é uma luta diária contra os baderneiros que promovem a desmoralização das leis brasileiras. Não é fácil ter que acordar muito cedo para começar a jornada e ainda ser maltratado verbalmente e até fisicamente por criminosos regularizados pelo Governo Lula.



Não tem outra saída, de um lado eles não podem produzir muito para não prejudicar o meio ambiente, e ainda por cima são esculachados pelo maconheiro Minc, do outro lado os produtores rurais devem atingir o índice mínimo de produtividade, com o risco de perder suas terras, e ainda serem entregues aos marginais do MST, como nas ditaduras comunistas. É o velho dilema, se correr o bicho pega, e se ficar o bicho come. É um absurdo que os trabalhadores rurais sejam submetidos aos caprichos indecorosos da esquerda arcaica.





O índice de produtividade nada mais é do que um instrumento ditatorial para a expropriação de terras. O governo federal não leva em consideração os fatores que independem do esforço humano para controlar o índice, é a mesma coisa que obrigar um empreendedor a produzir algo sem se importar com os prejuízos que podem causar.





Isso é o Brasil, governado por comunistas salafrários que não conhecem o valor do trabalho.

Nenhum comentário: