quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Gramscismo na política brasileira

Antonio Gramsci foi um cientista político comunista que “idealizou” o comportamento da esquerda no século XX para a tomada do poder. Dois principais partidos brasileiros foram influenciados pelas idéias de Gramsci, são eles, o PT e o PSDB, que souberam lidar com dicas do messias italiano e os adaptaram à política brasileira.


As Idéias de Gramsci são verdadeiros rolos compressores ideológicos que permitiram à “esquerda brasileira” a alienação das massas via ideologia comunista. A escravização do povo através do populismo esquerdista, o recrutamento de “artistas intelectuais” para a massificação do comunismo, a destruição dos valores morais, a diabólica teologia da libertação. Tudo isso não é familiar? É a implantação da revolução gramscista que ataca todas as instituições para a desmoralização do sistema, e o Brasil está vivendo esse perigoso momento, e a imprensa, tanto a televisiva como a escrita está sendo dominada pelos vermelhinhos, já que, a imprensa é a principal ferramenta de manipulação dos partidos de esquerda no país.

A educação, como forma de propaganda, é uma outra ferramenta do Gramscismo, fazendo primeiramente, a cabeça dos professores para que eles possam formar uma geração de jovens socialista em escolas e universidades brasileiras, e com isso garantir a manutenção da esquerda no poder.


E o resultado e esse aí, um povo totalmente submisso ao Estado paternalista, justamente para que eles possam limitar a liberdade individual de seus cidadãos. E o objetivo dessa gente, é que a ignorância se dissemine em todas as classes sociais, e colocar em prática todas as políticas socialistas em “câmera lenta”, sem que a população perceba.

Estamos vivendo numa ditadura comunista, mas poucas pessoas estão se dando conta de que suas vidas estão sendo limitadas pelas políticas estratégicas de Gramsci no Brasil.

Nenhum comentário: