quinta-feira, 20 de agosto de 2009

A estrela "decadente" do PT


A melancólica desmoralização do Partido dos Trabalhadores nunca foi tão grande desde o escândalo do mensalão em 2005. O discurso do senador petista Flávio Arms, a ameaça de Mercadante em deixar a liderança do partido no senado, a estranha reunião de Dilma Rousseff com a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira, e para acabar, o desligamento de Marina Silva do PT, uma militante histórica do partido.


O “acordão” entre a base aliada do governo Lula e a oposição para livrar Sarney das acusações, causou um enorme racha entre os petralhas, e o discurso de decepção do senador Flávio Arms (PT-PR) demonstrou toda a sua revolta em relação ao rumo tomado pelo PT, segundo o senador paranaense, “o PT jogou a ética no lixo”. E o líder da bancada petista no senado, o Mercadante, se sentiu completamente isolado, ele gostaria que pelo menos uma das acusações contra Sarney fosse investigada, mas que não teve o apoio de seus companheiros, e todas as denunciam contra o coronel maranhense foram arquivadas. Aliás, por meio de seu perfil no twitter, o senador Mercadante anunciará sua renúncia à liderança do PT no senado.


E o que dizer do encontro de Dilma com a Lina Vieira no Planalto? Segundo a ex-secretária da Receita Federal, a Guerrilheira do Partidão, Dilma Rousseff, teria pedido a ela mais agilidade na investigação da situação fiscal de Fernando Sarney. Um embate entre Lina e Dilma Rousseff preocupa potencialmente o governo Lula, e pode provocar um desgaste na imagem da ministra da Casa Civil, a candidata do PT para as eleições de 2010. Já não é a primeira vez que a ministra se envolve em escândalos, vale lembrar o dossiê falso contra FHC referente aos cartões corporativos, e a polêmica do seu currículo, também falso.


A Marina Silva será provavelmente a candidata do PV para as eleições presidenciais em 2010. A petista histórica que foi achincalhada pela turma de Dirceu e Dilma Rousseff, agora pretende respirar novos ares, mesmo com o discurso “bonzinho” de que sai da quadrilha sem ressentimentos, é evidente que ela está decepcionada com o PT desde a sua saída do Ministério do Meio Ambiente, área que nunca foi de interesse do governo Federal com verbas minúsculas. Dependendo de quem seja o vice da chapa de Marina em 2010, o PSDB de José Serra será o principal beneficiado.


É excelente que o PT esteja vivendo esse momento difícil próximo de começar as eleições de 2010, essa quadrilha não pode ficar mais quatro anos no poder pintando e bordando com o dinheiro público. A desmoralização do PT é a salvação do Brasil.


Nenhum comentário: