quarta-feira, 8 de julho de 2009

Irresponsabilidade de Manuel Zelaya


O "Ratinho" hondurenho deposto, Manuel Zelaya, pediu para a população continuar com as manifestações “pacíficas” a favor de seu retorno a presidência do país. Trata-se de um pedido irresponsável de um cretino que pretende de qualquer forma quebrar a credibilidade das autoridades hondurenhas. O ex-presidente de Honduras (assim espero) que tentou desrespeitar a constituição de seu país, agora busca a manutenção dos protestos para se autopromover como o “homem do povo” que foi destituído pela burguesia. Ridículo!


O Golpista Manuel Zelaya não tem mínima noção do que isso pode ocasionar através desse discurso. O que ele quer mesmo é anarquia, depredação, desordem, caos. Tudo isso para desestabilizar o governo interino de Honduras.


Os vermelhinhos que tanto reclamam da “intervenção” americana, agora pedem apoio aos americanos para que Zelaya retorne ao poder em Honduras, engraçado não? O Golpista hondurenho se reunirá com a secretária de estado, Hillary Clinton, para que os Estados Unidos entrem em ação e o recoloque na presidência de Honduras. Conhecendo bem a política pacifista e irresponsável de Obama, não me surpreenderia se o presidente americano apoiasse tal iniciativa, aliás, ele já está fazendo isso, apesar das políticas antiamericanas do bolivarianismo.


Os bolivarianos não podem de forma alguma intervir na política constitucional de Honduras. Roberto Micheletti, que ocupa a presidência do país desde a intervenção legítima dos militares, sabe da importância de não se submeter a esses marginais socialistas. Honduras não pode ser vitimas de mais um ditador a la Chávez.


Nenhum comentário: